Sobre

Graffiti \Graf*fi"ti\, s.m.
desenhos ou palavras feitos
em locais públicos. 
Aqui eles têm a intenção de 
provocar papos sobre TI e afins.

O Graffiti mudou!

Visite a nova versão em pfvasconcellos.net

Para "comemorar" os 10 anos da publicação de "The Cathedral and the Bazaar", artigo clássico de Eric S. Raymond sobre o universo e a lógica do Software Livre, Nicholas "IT Doesn't Matter" Carr escreveu uma longa peça na Strategy+Business (publicação da Booz Allen Hamilton). Ensaio-provocação que recebeu o título "A Ignorância das Massas". Polêmica é o combustível do (pic)Nick. Que é um tipo de Mainardi, só com que boas intenções. Boas provocações.

O artigo é longo mas merece uma lida. Vou destacar apenas um ponto no qual, por incrível que pareça, concordo (parcialmente) com o Nick: o mundo do Software Livre carece de inovações. Bate com o que "pedi" por aqui há pouco tempo (particularmente para o Ubuntu): vamos inovar, principalmente na forma como usamos o micro. Idéias não faltam!

Ah, lógico, o Nick não acredita no potencial do bazar para gerar inovações. E grita: "Keep the bazaar out of the cathedral". Ele sabe que, se falasse o contrário, teria menos audiência, hehe..

2 responses to "A Ignorância das Massas"

  1. Discordo quanto à falta de inovação do software livre. Para exemplificar, dentro daquilo que conheço melhor, posso citar os frameworks Hibernate e Spring. O primeiro inspirou boa parte da última especificação Java EE (da Sun) e o segundo, segundo alguns, tornou esta especificação obsoleta. Talvez os desktops para Linux (e não o Linux!) ainda tenham muito o que melhorar, ainda que muitos (como eu) não sintam falta de qualquer coisa no Gnome, por exemplo.

    Luís Felipe Braga

  2. Sumido Braga!

    Sim, quando falamos de infraestrutura, frameworks e ferramentas para programadores, o bazar não deixa nada a desejar. Pelo contrário, apresenta mais inovações do que a catedral.

    O problema tá aqui no mundo dos usuários finais - pobres mortais. Todos os principais 'produtos' e complementos são, de certa forma, uma cópia do que as catedrais fizeram. Como usuário normal, também estou muito satisfeito com minha trinca Kubuntu+KDE+Beryl.

    Mas como eu queria ver essa parte do bazar desafiando a ordem...

    []'s

    Paulo Vasconcellos

Leave a Reply