Sobre

Graffiti \Graf*fi"ti\, s.m.
desenhos ou palavras feitos
em locais públicos. 
Aqui eles têm a intenção de 
provocar papos sobre TI e afins.

O Graffiti mudou!

Visite a nova versão em pfvasconcellos.net


O Ubuntu ainda pode perder para o Windows e o MacOS X em algumas características. Mas em um item ele é imbatível: respeito ao cronograma. Hoje, 19/abr, foi liberada a versão 7.04 (2007/Abril) da melhor e mais "humana" distribuição Linux. O Ubuntu tem versões liberadas a cada 6 meses - sem falta.

Uma característica nova se destaca: uma ferramenta que facilita a migração para usuários Windows. Provocação pouca é bobagem. A MS é rainha em oferecer esse tipo de "facilitação".

Um monte de gente tá perguntando: chegou a hora de desafiar o grande monopólio?

Pé no chão: Não! A oportunidade é muito boa: momento de grande transição, do XP para o Vista. Mas ainda faltam duas coisinhas para o Ubuntu (que, repito, de todas as distribuições é a mais avançada):

  • Simplificar ainda mais o uso e inovar - fugir da mesmice dos menus e barras. Não dá pra desafiar quando tudo o que você faz é, de certa forma, brincar de "seguir o líder". Gnome e KDE fazem um excelente trabalho. Mas já passou da hora de termos um 'Desktop Environment' mais radical. Alguém gritou "voz"? Faz parte...

  • Distribuição: um contrato tipo OEM com uma empresa realmente grande (Dell?), daria o impulso definitivo. O ponto do incômodo foi ensinado pelo Firefox: belisque 10% de market share e você garante vida longa. No modelo atual de distribuição e marketing, o Ubuntu ainda demoraria muito (4 anos?) para conseguir tal participação.
Há 6 meses sou um usuário fiel do Kubuntu (irmão do Ubuntu). Tirando a instabilidade do Firefox e uma ou outra bobeirinha, não tenho do que reclamar. Vírus, ataques, malware de todo tipo e sabor? Coisas do passado. Crashes e "telas azuis"? Coisas do passado. Mas sei que isso tudo ainda não é suficiente para desafiar o status quo.

3 responses to "Ubuntu 7.04"

  1. Paulo, não tenho absoluta certeza, mas ouvi dizer que a Dell distribuirá o Ubuntu nos seus computadores. Se for verdade, acredito que escolheram bem.

    Amplexos,

    Nelson Biagio Junior

  2. Meu Caro Nelson,

    se acontecer, com uma estrutura de suporte decente, cadeiras voarão em Redmond. Escreve aí: cadeiras (e cabeças) voarão (rolarão) em Redmond!

    []'s

    Paulo Vasconcellos

  3. Nào tenho dúvida alguma, Paulo.

    Amplexos,

    Nelson Biagio Junior

Leave a Reply