Sobre

Graffiti \Graf*fi"ti\, s.m.
desenhos ou palavras feitos
em locais públicos. 
Aqui eles têm a intenção de 
provocar papos sobre TI e afins.

O Graffiti mudou!

Visite a nova versão em pfvasconcellos.net

Desde que virei usuário mais frequente dos serviços do Google o desejo de matar uns programadores aumenta. As funcionalidades do GMail são prova definitiva de que é possível desenvolver interfaces muito ricas e inteligentes sem instalar NADA na máquina cliente. Mas a gota d'água é o novo serviço de personalização que eles disponibilizaram em versão beta. PQP!! Arrastar e soltar em uma página Web simples?!?! Desenvolvido em Javascript?!?! Cadê aquele tanto de programador que me falava que Javascript era uma bosta???



Hehehe... Se Bart fosse um programador ele estaria escrevendo: "Vou aprender Javascript antes de falar que desenvolvo interfaces Web..."

9 responses to "Desejo de Matar"

  1. Essas geradores de controles html tão cada vez mais animais (vide WebForms .Net e Java Server Faces).
    Sabendo tomar os devidos cuidados - alguns js eu prefiro fazer na mão - dá pra usar sem crise.
    Até o struts da vida gera coisinhas de validação.

    Mais um indispensável toque delicado dum bom Designer - que saiba quando aplicar cores cítricas ou tons pastéis -, dá pra fazer mezzéria...

    Mas aqui pra nós, js: ô linguagenzinha féladaput...

    Gabriel

  2. Pra começo de conversa, javascript não faz p.. nenhuma. Para poder desenvolver uma interface Web tão interativa quanto uma interface desktop, é necessário conhecer DHTML, CSS e algumas outras coisinhas. Javascript é apenas a linguagem usada para programar os recursos disponibilizados pelo browser.

    DHTML surgiu se não me falha a memória com o IE 4.0 e foi submetida ao W3C pela MS. Fora o browser da MS as implementações de DHTML sempre foram inconsistentes ou inexistentes, o que força o desenvolvedor a escrever o dobro(+/-) de código para atender a mais de um browser, hoje em dia me parece que isso está melhor.

    Segundo, não fui eu com certeza que te disse que não se podem construir boas interfaces Web, o problema é que isso demanda muito mais trabalho do que seria necessário para obter o equivalente em desktop e como voce bem sabe os tempos de projeto são cada vez mais agreessivos, a complexidade cada vez maior e os programadores cada vez menos treinados.

    Some se a isso o fato de que quase não existe o hábito de se escrever código reutilizável o que ajudaria a reduzir o trabalho. Tem no mercado uma série de ferramentas que facilitam este tipo de desenvolvimento, como citou o Gabriel.

    A interface da versão mais atual do Outlook Web Access(OWA) é quase tão interativa quanto a versão desktop, um outro bom exemplo de interface web interativa é o SQL Server Reporting Services que permite visualizar relatórios em browser, com navegação, drill down, e exportação para diversos formatos.

    VictorZ

  3. Ps: Não me mate.

    VictorZ

  4. Caramba Vitão, quanto ódio em seu coração! hehe...

    Tira uma dúvida (técnica): os exemplos MS que vc citou usam qual tecnologia? ActiveX? Pelamordedeus, não né?

    Usa alguma feature que só roda no IE? Pelamordedeus, não né?

    JS sozinha realmente não é quase nada. Como o Gabriel falou, é muito fdp... Concordo com quase tudo. Só não concordo com a pancada de interfaces ruins que são construídas com a desculpa de q 'web é assim mesmo'...

    Paulo Vasconcellos

  5. É o que eu disse, o suporte a programação é dependente do browser e não da linguagem. Não dá para incluir funcionalidades novas apenas usando javascript.

    O Internet Explorer tem recursos muito sofisticados para programação que não estão disponíveis em todos os browsers.

    No caso das interfaces que eu citei o OWA tem a possibilidade de trabalhar com uma interface HTML que oferece suporte a qualquer browser, já o Report Manager do SQL Server não tem esta preocupação por ser dirigido a uso em intranet, porém os relatórios podem ser gerados em HTML e inseridos em outras aplicações.

    Não tenho realmente acompanhado outros browsers, não sei o quanto o suporte a DHTML e outras coisas foi melhorado.

    VictorZ

  6. Então Vitão... Eu uso o Firefox. A funcionalidade do Google que eu elogiei funciona nele, no IE, no Opera... trampo pesado? Com certeza. Mas trampo que considera 1% da clientela um número que não pode ser ignorado. Isso é muito legal.

    Mas acho que concordamos no geral e usamos browsers diferentes... só isso... hehe. Se não, vou chamar o Bronson pra dar um fim ao debate...

    Paulo Vasconcellos

  7. Paulo,

    Estes browsers tem um suporte melhor a programação e a padrões do W3C do que a alguns anos atrás, por isso a página do Google funciona neles. Se voce tiver um browser que suporta somente HTML voce não tem estas funcionalidades.

    Não tem nada a ver com preferencia.

    VictorZ

  8. Vitão,

    pra encerrar, só mais uma coisinha: quem não respeitava os padrões do W3C, na minha humilde opinião, era a MS e não os outros.

    Kd o Charles Bronson, c@r@j0???

    hehe.

    Paulo Vasconcellos

  9. Anônimo

Leave a Reply