Sobre

Graffiti \Graf*fi"ti\, s.m.
desenhos ou palavras feitos
em locais públicos. 
Aqui eles têm a intenção de 
provocar papos sobre TI e afins.

O Graffiti mudou!

Visite a nova versão em pfvasconcellos.net

O graffiare de hoje tem a ver com o grande tema do dia: Mentiras. Eu sei, já é dia 06/abr. Post tardio. Mas, espero, não falho.

Ainda hoje, no quadro 'Comunidade' da CBN, o Gilberto Dimenstein batia um pouco nos BANCOS, mas qualificava-os como "setor mais sofisticado de nossa economia". A 'aura' de modernidade impregna todos eles, do pequenininho falido ao grandão que adora posar de 'socialmente responsável'. A 'aura' foi construída em cima de dois pilares apenas:

1. Marketing e publicidade (agressivos, demagogos (de vez em quando) e bonitinhos (sempre));

2. Investimentos em TI (muitas vezes estúpidos, mas 'volumosos' o suficiente para alçar nossos BANCOS ao mentiroso patamar 'world class').


Queria ver aquele CIO que adora aparecer na Info Corporate para mostrar como é grandão seu orçamento enfrentar algumas tardes apenas em uma de suas agências. Como correntista. Passando por uma situação mais ou menos assim:

Seg, 28/mar: Desloca-se até a agência para atualizar seu endereço. Você pode transferir milhares de reais via internet, mas não pode mudar seu endereço. "Normas" de segurança "normalmente" desenvolvidas por "gênios". Aguarda uns 40 minutos numa fila que tem de tudo, menos cliente satisfeito. Trata-se da fila para um balcão de 'serviços gerais' que se propõe a fazer tudo que as maquininhas (world class) não fazem. Tem 3 estagiários com cara de assustados do outro lado do balcão.
Você também vai solicitar um novo cartão, já que o seu está apresentando erro de leitura. É informado pela atenciosa e assustada estagiária que só poderá solicitar o cartão no dia seguinte, para que ele seja entregue no endereço correto (que acabou de ser alterado: "É que o sistema só atualiza no dia seguinte"). Você opta em manter a senha atual para evitar um novo deslocamento para a agência. A atenciosa funcionária anota um número de telefone e pede que você ligue no dia seguinte, para lembrá-la de solicitar o cartão.

Ter, 29/Mar: Você liga para a funcionária que, atenciosamente, diz já ter solicitado a nova via de seu cartão. Você deve aguardar algo entre 5 e 10 dias úteis (!) para receber o novo cartão. Você não está em Quixeramobim-CE.

Seg, 04/Abr: O cartão ainda não chegou. Tudo bem, você pode usar a internet. Se registra e inicia uma operação de transferência. Na última tela recebe uma informação muito esclarecedora: "Cartão Cancelado". Você não pode usar a internet para nenhuma movimentação. É tarde e você resolve deixar o problema para o dia seguinte, quando estiver mais calmo.

Ter, 05/Abr: Você liga para a versão telefônica do banco e recebe a mesmíssima informação da versão internet: "Cartão Cancelado". Com algum esforço o atendente lhe informa o telefone da agência ("é o último que eu tenho, não sei se já foi alterado") e explica que apenas lá você conseguiria maiores informações.
Você liga e fala com aquela atenciosa estagiária que diz não conseguir explicar o que está ocorrendo. É transferido para o atencioso gerente que também não sabe dizer o que está ocorrendo: "Mas seu cartão só foi solicitado ontem! E o senhor deve vir até a agência digitar a nova senha".
O interesse parece ser só seu. Você se desloca uns 10km para chegar até a agência (lotadíssima). O gerente está em horário de almoço (são 15h30). Outra atenciosa gerente o atende. Lógico, você precisa contar a historinha toda de novo. Ela não sabe dizer o que aconteceu. Ela acessa o sistema (aliás, a tela texto fica moderníssima nos monitores tela plana) e "PROVA": "mas seu cartão está ATIVO, foi solicitado ONTEM e será entregue, pelo CORREIO em 5 dias úteis, mais ou menos".
Então você entra numa fila com umas 70 pessoas mais ou menos (são 6 caixas trabalhando). Aproveita que já está ali mesmo, que já perdeu parte da tarde, para pagar algumas continhas. Sem cartão e sem internet, é a alternativa que lhe resta.
Uma hora depois (com apenas 3 caixas trabalhando - são 17h30) você se prepara para sair e observa que aquele primeiro gerente já voltou do almoço. "Quem sabe ele possa me explicar o que ocorreu. E, principalmente, o que vai acontecer".
Finalmente, algumas revelações: "A estagiária se esqueceu de solicitar seu cartão". "É uma situação complicada". "Vamos solicitar um novo cartão amanhã?".
Você não entende. Ele tenta explicar: "É que estamos absorvendo novas agências e o SISTEMA anda meio confuso. Pode ser que o senhor não consiga ativar seu novo cartão que será entregue em sua residência entre 5 e 10 dias úteis...".

Desnecessário dizer que a novela aí ainda vai demorar um cadinho para terminar.

Mas tudo que eu queria ver, realmente, era o CIO do orçamento de "bilhões" passando por tal situação. Onde ele coloca tanta grana, hem? "Integração", "on-line", "gestão de mudanças", "segurança", "cliente em primeiro lugar"... quanta mentira!!
E a coisa fica mais vergonhosa ainda quando você vê o tamanho dos lucros dos caras.

Nossos BANCOS são, em sua grande maioria, "3rd World Class". Daí o temor de uma concorrência de verdade. Não há mídia e jabá nesse mundo que sustente essa 'aura' mentirosa por muito tempo. Aliás, já tá durando tempo demais! (culpa da mídia, dos jabás, e de nossa "mansidão bovina" (tks Clovis Rossi)).

1 response to "Mentiras Longevas"

  1. This is an incredible post about PRINCE2 Certification in USA Getting such a wide range of benefits is really amazing.

    JulieBaker

Leave a Reply