Sobre

Graffiti \Graf*fi"ti\, s.m.
desenhos ou palavras feitos
em locais públicos. 
Aqui eles têm a intenção de 
provocar papos sobre TI e afins.

O Graffiti mudou!

Visite a nova versão em pfvasconcellos.net

Pois é, reforço a questão da ZDNet: por onde anda o Ozzie?



Vish.. perguntei errado para o Google. Tô falando do outro Ozzie (com "ie"), o substituto do Tio Bill. Cadê ele?



O Wally tá fácil. Perguntei do Ray Ozzie, cadê ele? Quem encontrá-lo na paisagem acima ganha uma cópia do Windows "Casas Bahia". Usada! haha..

10 segundos...

Achou? Parabéns! Vendendo "algodão doce", né? Oras, não deixa de ser um tipo de "cloud", kkk. Porque, para o desalento do sumidaço Ozzie, em 2 anos e meio de MS foi tudo o que ele conseguiu: uma barraquinha de algodão doce, também conhecido por Live.

Um laranja dele disse que o mundo não quer o Office "nas nuvens" (clouds). Ou seja, o laranja-lima disse que a Google tá redondamente enganada em sua estratégia "Documents". Quem não tem papa na língua nem rabo amarrado lê d'outra maneira: "puxa mano, tá um trampo danado esse papo de fazer o Office funcionar na Web. Não tem nuvem que güente um elefantão pesado daqueles..."

"Ah, então fala aí que ninguém precisa de Office nas nuvens e tudo bem. Daqui uns 5 anos a gente muda o discurso".

A questão é: A Google vai esperar? Você vai esperar? Espera sentado. Saboreando o belo e efêmero algodão doce do Ozzie.

.:.

Quem sabe não espera. O Sabeer Bhatia, que embolsou US$ 400 milhas vendendo o Hotmail para a MS, sabe (ufs, ridículo - o trocadilho). Ele tá lançando um Office "nas nuvens", todinho baseado em... Flash!!

Corajoso o cara. Mas, pelo jeito, mais ágil e eficaz que o Ozzie. E mais falante também:

Estamos bem perto do fim do mercado dos sistemas empacotados. Em 2010, as pessoas não vão mais comprar software. Taí uma bela ameaça para uma bela fatia do faturamento da MS.

2 responses to "Cadê o Ozzie?"

  1. Quanto ao Live Documents do nosso amigo Bhatia, sou mais a análise do Techcrunch. Talk is cheap ;)

    Garrido

  2. Grande Garrido,

    Meu caro, elogiei só a postura e a visão do "nosso amigo" Bhatia. E deixei um porém (meio tácito) em relação a sua opção pelo Flash - chamei-o de corajoso.

    Mas, que fique claro, não avaliei e muito menos aprovei a ferramenta. Zoho (citado no Techcrunch), Zimbra (agora do Yahoo) e outros velhos de guerra são apostas um pouco mais seguras.

    Mas... se tivesse que colocar fichas, minha aposta seria óbvia: Google.

    Abraços,

    Paulo Vasconcellos

Leave a Reply