Sobre

Graffiti \Graf*fi"ti\, s.m.
desenhos ou palavras feitos
em locais públicos. 
Aqui eles têm a intenção de 
provocar papos sobre TI e afins.

O Graffiti mudou!

Visite a nova versão em pfvasconcellos.net

Já ouviu falar da planta? Tô falando da Uncaria Tomentosa e não da Ficus Pumila. Não? Bom, trata-se d'uma plantinha com espinhos bem agressivos. Se vc der o azar de encontrá-la, normalmente camuflada numa árvore benigna, pode sair cheio de arranhões.

Taí a idéia deste post, que pode virar uma série extraordinária (no sentido de que não obedecerá nenhuma ordem cronológica ou afins). Trata-se de uma versão extendida dos Graffiares (arranhões), esta sim uma série "ordinária" quase diária.

Em tempos de preguiça mental e poluição informativa, dos incansáveis 'check-lists' das revistas da Abril e da frágil montanha de 'melhores práticas', que tal um pouco de Provocação?


Tente, por exemplo, um passeio no ChangeThis. Pra entender o espírito do site, conheça Scott Berkun e seu excelente artigo "Why Smart People Defend Bad Ideas".



Scott trabalhou por 10 anos na MS, coordenando projetos. E, pelo jeito, saiu ileso! E olha que ele trabalhou no IE e no Windows!! Brincadeirinha... Ele acabou de lançar "The Art of PROJECT MANAGEMENT" (Livcultura - R$135,03 - w/o jabá). Outra coleção de arranhões. Devidamente extendida em seu blog.

Sobre o mesmo tema (abrangente e democrático como a culinária mineira) há o trabalho de Hal Macomber, "Reforming Project Management".

Aí, pra descansar a vista, visite Limited Exposure.



Ou feche os olhos, e escute qq disco do Cowboy Junkies. Se vc não conhece, comece por "The Trinity Session".

7 responses to "Unha de Gato"

  1. Não dá pra ver o Limited Exposure ouvindo Cowboy Junkies? 8^)

    Taí uma questão pro Towerson.

    Vzamora

  2. Scott Berkun: "The problem with smart people is that they like to be right and sometimes will defend ideas to the death rather than admit they’re wrong."

    O começo é interessante.

    vzamora

  3. Scott Berkun: "The problem with smart people is that they like to be right and sometimes will defend ideas to the death rather than admit they’re wrong."

    O começo é interessante.

    vzamora

  4. Lógico que dá pra ver o LE ouvindo a Margo cantando... Só que em tempos de preguiça mental pode ser uma experiência traumática, vc não acha? hehe... E aí Towerson?

    Vitão: garanto que ele vai dizer "pq não ler o Berkun, visitar o LE, ouvir Incubus, chupar cana (na boa) e assobiar ao mesmo tempo?"... kuakua...

    Btw, o Berkun é muito bom. O livro que indiquei ali vale mesmo a pena. Alguns vão estranhar o fato dele não citar PMBoK ou PMI em nenhum momento. Outros alguns (vários mesmos alguns) vão sentir falta de check-lists... Provavelmente alguns mesmos alguns que não verão LE ouvindo CJ. Fazer o q?

    Paulo Vasconcellos

  5. Caras, gostei desse Berkun. Mesmo porque pra mim esse parágrafo mencionado pelo Vitão faz todo o sentido: como é que vocês dois, que figuram entre os três "smartest guys I've ever known" podem defender até a morte Cowboy Junkies mesmo sabendo que isso não pode ser certo ?

    BTW, juro que eu tentei. Mas com Dream Theater ficou mais legal... :o)...

    Fabio Torre

  6. Fazendo jus a frase, eu não posso estar errado sobre Cowboy Junkies.8^)

    Tenta o Lay It Down ou 200 More Miles antes de desistir.

    vzamora

  7. Olha a p#$¨$% da discussão que foi poluir o Graffiti... hehehe...

    Cristóvão Towerson. Tu tá com uns 25, 26, certo? Depois dos 30 a gente conversa (sobre Cowboy Junkies, obviamente).

    Paulo Vasconcellos

Leave a Reply