Sobre

Graffiti \Graf*fi"ti\, s.m.
desenhos ou palavras feitos
em locais públicos. 
Aqui eles têm a intenção de 
provocar papos sobre TI e afins.

O Graffiti mudou!

Visite a nova versão em pfvasconcellos.net

Pois é, o Yahoo! falou não para a MS: "Não nos deprecie, please!". Que era vivemos. Um "plus" de 62% no valor atual das ações é uma "depreciação". Mas é mesmo. Logo que comentei a proposta da MS aqui, eu disse que US$ 44,6 bi era muito pouco. Como isso é possível?

Acontece que o Yahoo, por pior que esteja das perna$, tem muitas possibilidades. Já vai capar 1000 postos de trabalho. Pode terceirizar seus serviços de busca com a Google. Pode comprar a parte sadia da AOL!?! E torcer por um leilãozinho... basta que uma grande empresa de mídia (alguém disse Fox Murdock?) se interesse pelos seus ativos-meio-passivos. Detalhe: todas as possibilidades podem ocorrer ao mesmo tempo agora!

Mas a MS disse que não vai desistir fácil. A MS não desiste nunca! Ainda mais se a tese do Roberto X estiver correta. Resumindo a estranha teoria: mais do que brigar contra a Google, a intenção da MS com a aquisição do Yahoo é outra: é mudar sua cara, é injetar toneladas de oxigênio novo, de cultura nova (ou diferente). Céus... Acontece que o Roberto, como eu, aposta na saída de Ballmer. Mas, sinceramente, não sei se passa na cabeça dos caras uma reengenharia cultural tão drástica.

De qualquer maneira, acredito sim que a MS não desistirá fácil. Mais, ela vai acabar adquirindo o Yahoo. Basta subir de US$ 31 para US$ 35 a proposta por cada ação - de US$ 44,6 bi para US$ 50 bi. Aliás, acho mesmo que este é o preço que pensaram desde o início. Tática de negociação.

O Yahoo fala de projetos maravilhosos, que podem ser hiper-lucrativos. Acontece que o Yahoo anda lento (há tempos) na implementação de seus projetos. Wall Street não espera. Seu lucro em 2007 será menos da metade do que a Google realizou só no último trimestre do mesmo ano. Por isso que os acionistas, vendo um pássaro de US$ 50 bi em suas mãos, dificilmente apostarão nos dois inestimáveis que voam sabe-se lá para onde.

O resultado da fusão é outro papo. Mas que ela sai, sai.

3 responses to "Yahoo!: Um na Mão ou Dois Voando?"

  1. O que será vai acontecer com os produtos Live! da Microsoft caso essa aquisição aconteça? O que a Microsoft fará com tantos produtos "concorrentes" como a busca Yahoo! x Live Search, Yahoo! Mail x Hotmail etc. Tudo ficará como está?

    Eduardo Marques

  2. Oi Eduardo, andas sumido!

    Hehe.. eu sei, eu sumi e ando postando pouco.

    Sim, creio que, pelo menos por um tempo, seguirá tudo como está. Por dois motivos. Um é técnico: não será nada fácil a integração de duas plataformas consideravelmente distintas.

    Mas a maior justificativa é de negócio mesmo. Não se mata uma marca como Yahoo. Seria o mesmo que matar a Antarctica e transformar tudo em Brahma. Não se mata marca BOA. (perdão pelo trocadilho).

    Abraços e obrigado pelo comentário.

    Paulo Vasconcellos

  3. Eu acredito que uma das principais motivações da Microsoft para adquirir o Yahoo! (se esta não for a principal) é a seguinte:

    A MS entrou atrasada na era da Internet por causa do esforço para o desenvolvimento do Windows 95, depois recuperou o tempo perdido e sabotou a concorrência com o seu famoso 'embrace and extend (and extinguish)' - bye, bye Nestscape.

    Enquanto estava empenha em realizar isso, a Internet proporcionou o crescimento de um fenômeno conhecido como SL/CA e com ele veio toda a onda da tal Web 2.0. Com com ela o reinado absoluto do Google como a empresa líder de mercado.

    Bem agora a Microsoft enxerga na aquisição do Yahoo! uma oportunidade real para pular direto na Web 3.0. Isso é importante uma vez que a sua estratégia de software como serviço não emplaca e que seus produtos na Web 2.0 (leia-se Live) estão fazendo água faz tempo. Nem mesmo Ray Ozzie ainda disse a que veio, desde que entrou na MS em 2005. Por tabela, adquirindo o Yahoo!, a MS ainda verá crescer do dia para noite sua participação no mercado de publicidade on-line (Internet e móvel) e passa a ser um player realmente digno de respeito.

    Mas como será possível com a aquisição do Yahoo! saltar direto para a Web 3.0? Fácil: http://antoniofonseca.wordpress.com/2008/02/07/mais-sobre-microsoft-vs-yahoo/

    E tem mais, uma Web 3.0 open source!

    antoniofonseca

Leave a Reply